Neste site colabora com a(s) seguinte(s) biografia(s):

Ismael Silva
Adoniran Barbosa

Oswaldo Martins



Oswaldo (1960) fez seus primeiros estudos em Barbacena, Minas Gerais.

Resolvido a cursar Letras, mudou-se para o Rio de Janeiro, em 1978.

Em 1982, com Silviano Santiago, na PUC-RJ, participou, como aluno, de uma oficina literária da qual resultou publicação, pelo Departamento de Letras da Universidade.

Em 1984, obrigado a cuidar da vida, passa a trabalhar em uma seguradora onde fica até 1990.

Em 1987, tem sua primeira experiência docente.

Em 1988 ingressa no curso de mestrado. Faz literatura brasileira. Contata com as pessoas que editam a revista 34 LETRAS e ali publica uma pequena coletânea de poemas, chamada LAPA - poemas que falam de um ponto-de-vista pessoal sobre o bairro da boêmia carioca, que aprendeu a amar. Os poemas estão no número 5/6. (1989).

Na mesma revista, com Lúcia Cláudia Leão, escreve apreciação crítica sobre publicações de poesia (1990).

Ingressa no magistério em 1990. Aulas para o ensino fundamental e médio.

Em 1992 defende sua tese de mestrado, cujo título é EROTISMO E GRAMÁTICA - ÍNDICES DA DEFLORAÇÃO - Uma leitura de Manoel de Barros. Primeira tese defendida sobre o autor sul-matogrossense.

Em 1993 leciona, como professor substituto na Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

Em 2000 a Editora Sete Letras publica o seu primeiro livro de poesia - DESESTUDOS - . Em 2002 a mesma editora lança um outro livro seu - MINIMALHAS DO ALHEIO - .

Atualmente Oswaldo Martins leciona em instituições de ensino médio, fundamental e superior.